Sábado, 12 de Junho de 2021 21:19
85 987987408
Saúde Ceará

Universitários planejam mutirão em praças e terminais de ônibus para fazer cadastro da vacinação contra Covid-19, em Fortaleza

O projeto “Cadastra Eu” foi idealizado por estudantes dos cursos de Comunicação Social - Jornalismo e Publicidade da Universidade Federal do Ceará (UFC)

10/06/2021 09h44
Por: Imprensa Livre do Ceará Fonte: G1
Plataforma Saúde Digital, para cadastro estadual de vacinação contra a Covid-19, passa por instabilidade e fica fora do ar. — Foto: Governo do Estado/ Divulgação
Plataforma Saúde Digital, para cadastro estadual de vacinação contra a Covid-19, passa por instabilidade e fica fora do ar. — Foto: Governo do Estado/ Divulgação

O cadastro para a vacinação contra Covid-19 no Ceará é feito online, por meio de um site oficial, o que tem apresentado dificuldades para o público que possui pouco ou nenhum acesso à internet, ou dificuldades com tecnologia. Pensando nisto, universitários de Fortaleza estão organizando um mutirão para cadastrar esta parcela da população. A iniciativa vai acontecer em praças, terminais de ônibus e outro locais com bastante circulação.

O estudante de jornalismo Rogério Bié explica sobre a atuação do projeto. "Essa dificuldade pode se dar pela falta de internet, de equipamentos, ou até mesmo de informação, de saber onde e como se cadastra. Então o projeto tem o objetivo de ajudar essas pessoas a se cadastrar para que elas não fiquem para trás na vacinação", destaca o universitário.

A iniciativa "Cadastra Eu" é organizada por estudantes de Comunicação Social - Jornalismo e Publicidade e Propaganda da Universidade Federal do Ceará (UFC). Atualmente, o projeto conta com 22 participantes voluntários. Todos alunos dos cursos unidos com o objetivo principal de garantir que o grupo sem acesso à internet ou equipamentos eletrônicos consigam confirmar esse cadastramento e entrar na contagem da Secretaria de Saúde do Ceará.

A organização explica que quem deseja participar do mutirão deve ter em mãos o número de CPF, RG e CEP, além do nome da mãe completo, telefone para contato (fixo e celular), e informações profissionais, quando for o caso. O cadastro junto à plataforma da Sesa também pede informações sobre raça e condições de saúde.

"A gente também tem uma frente que vai ficar responsável pelo acompanhamento pós-cadastro. Vai ficar monitorando as listas de agendamento para informar também quando a pessoa estiver agendada e possa saber o dia, local e horário da vacina; e também responder eventuais dúvidas que possam surgir", complementa Rogério.

O projeto está em fase de arrecadação de recursos. A organização explica que todo o dinheiro recebido será destinado à campanha, e ajudará na compra de máscara de proteção facial (PFF2) para a equipe e para doação, além de custear materiais informativos impressos com tira-dúvidas sobre as vacinas disponíveis no Ceará.

Eles ainda garantem que a prestação de contas será virtual, com relatórios publicados nas redes sociais. Doações podem ser realizados através da chave Pix com o email [email protected].

 

Instabilidade no sistema

A plataforma Saúde Digital, da Secretaria da Saúde (Sesa), usada no cadastro para a vacinação contra a Covid-19 no Ceará recebeu 200 mil novos cadastros em Fortaleza e passou por uma instabilidade. Durante esta quarta-feira (9) a plataforma esteve fora do ar, impossibilitando o acesso do público.

Em nota enviada pela Sesa nesta terça-feira (8), a Sesa afirma que a instabilidade foi causada pela alta demanda de novos cadastros e que o setor técnico está trabalhando para evitar transtornos aos cidadãos.

Além da plataforma, o vacinômetro divulgado pela Sesa, que apresenta o número de pessoas que foram vacinadas contra o novo coronavírus no Estado também está desatualizado. A mais recente atualização foi às 17h de segunda-feira (7). Na ocasião, houve discrepância entre o número das segundas doses de vacinas aplicadas em relação ao dia anterior, ocorrendo uma diminuição significativa da quantidade de pessoas.

A Sesa afirma que o fato aconteceu devido a um ajuste no número de aplicação das segundas doses. "A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) informa que na última atualização do vacinômetro estadual ocorreu um ajuste no número de aplicação das segundas doses (D2) pelos municípios cearenses, o que ocasionou uma redução de 1.268 vacinas comparado ao dia anterior", explicou a pasta da saúde.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Fortim - CE
Atualizado às 20h54 - Fonte: Climatempo
28°
Poucas nuvens

Mín. 21° Máx. 36°

31° Sensação
26.9 km/h Vento
73.1% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (13/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Segunda (14/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias