Domingo, 19 de Setembro de 2021 10:27
85 987987408
Internacional Vacinação

O Butão conseguiu imunizar contra pandemia, 90% da sua população vacinável em apenas uma semana

O recluso reino budista no extremo leste do Himalaia, situado entre a Índia e a China, vacinou totalmente com a segunda dose sua população de 20 a 26 de julho, com a ajuda de mais de 4.800 profissionais de saúde de todo o país.

02/08/2021 08h42 Atualizada há 2 meses
Por: Imprensa Livre do Ceará Fonte: Exame
O Butão conseguiu imunizar contra pandemia, 90% da sua população vacinável em apenas uma semana
 

O Butão conseguiu imunizar contra covid-19 90% da sua população vacinável em apenas uma semana, informou o Ministério da Saúde do país.

O recluso reino budista no extremo leste do Himalaia, situado entre a Índia e a China, vacinou totalmente com a segunda dose sua população de 20 a 26 de julho, com a ajuda de mais de 4.800 profissionais de saúde de todo o país.

Com uma população de 770 mil pessoas, o país tornou-se uma das campanhas de vacinação mais rápidas e eficazes do mundo executada durante a pandemia. O feito do Butão - país que usa um índice de felicidade para orientar suas políticas de desenvolvimento - se destaca em uma região onde nações como Índia e Bangladesh enfrentam surtos de casos da variante delta e baixa taxa de vacinação.

Em comunicado divulgado na terça-feira, Will Parks, o representante do UNICEF no Butão, saudou a campanha de sucesso como uma "conquista extraordinária" que foi possível graças "aos esforços exaustivos" que foram feitos para garantir a segunda dose da vacina e extensos preparativos para o lançamento da vacinação.

O UNICEF ajudou a campanha ajudando a instalar refrigeradores e geladeiras em todo o país, bem como organizando um voo fretado dos Estados Unidos para transportar as doses da vacina. O país também recebeu doações da China, Dinamarca e Índia. 

O Butão relatou 2.501 infecções por coronavírus e apenas duas mortes. Suas fronteiras permaneceram fechadas por um ano, com poucas exceções, e quem entra no país deve ficar em quarentena por 21 dias. O governo liderado por um primeiro ministro médico -  o país tem apenas 337 - também montou um plano de rastreamento de contatos de pessoas infectadas e distribuiu máscaras para a população. 

Como Butão conseguiu vacinar a população em apenas uma semana?

A campanha bem-sucedida incluiu um alcance rápido e precoce pelo governo auxiliado por uma ampla rede de profissionais de saúde e voluntários que ajudaram a entregar as vacinas em pequenas aldeias em áreas rurais de difícil acesso. Uma postura pró-ativa por parte de funcionários de alto escalão para lidar com a hesitação e a desinformação também se provou a chave para seu sucesso.

O Ministro da Saúde do Butão, Dechen Wangmo, compartilhou uma foto mostrando profissionais de saúde caminhando por um caminho rochoso, levando vacinas para vilarejos remotos.

Embora tenha recebido as primeiras doses contra covid em janeiro, o dia da campanha nacional de vacinação foi selecionado por meio de consultas astrológicas com monges budistas. Naquele dia, 26 de março, orações e cânticos budistas acompanharam a primeira vacinação oficial administrada a uma mulher nascida no Ano do Macaco por uma enfermeira nascida no mesmo ano, de acordo com um comunicado do gabinete do primeiro-ministro do país. Em duas semanas, Butão aplicou a primeira dose em 93% dos adultos do país. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Fortim - CE
Atualizado às 10h24 - Fonte: Climatempo
27°
Poucas nuvens

Mín. 22° Máx. 35°

29° Sensação
33.4 km/h Vento
68% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (20/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens
Terça (21/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias