Domingo, 17 de Outubro de 2021
28°

Alguma nebulosidade

Caucaia - CE

Geral Fortaleza-CE

Réveillon em Fortaleza pode ter passaporte de vacina, limite de público e locais monitorados, diz prefeito

Autorização à festa será analisada, conforme Sarto, com decisão possivelmente dada até 26 de setembro.

17/09/2021 às 17h11
Por: Imprensa Livre do Ceará Fonte: G1
Compartilhe:
Festa do réveillon de Fortaleza na Praia de Iracema reúne cerca de 1 milhão de pessoas em 2020 — Foto: Thiago Gadelha/SVM
Festa do réveillon de Fortaleza na Praia de Iracema reúne cerca de 1 milhão de pessoas em 2020 — Foto: Thiago Gadelha/SVM

O prefeito de Fortaleza, Sarto Nogueira (PDT), afirmou, nesta sexta-feira (17), que se houver festa de réveillon na capital, ela terá passaporte vacinal, limite de público e monitoramento dos locais. A informação foi dada após reunião do secretariado marcada pelo gestor. Na virada de 2020 para 2021, não houve festa promovida pelo poder público, e o Aterro da Praia de Iracema foi fechado por agentes da polícia e da Prefeitura.

 

 

A festa, contudo, ainda não foi confirmada, é uma possibilidade que será analisada pela prefeitura, cuja decisão deve sair até o fim da semana que vem, ou seja, até 26 de setembro.

 

"Se fizermos, será com passaporte [vacinal], com todo mundo vacinado e com limite de pessoas em locais que serão monitorados no pós-evento", disse. E completou: "eu acredito que até o final da semana que vem a gente tem dados objetivos para definir".

 

De acordo com o prefeito, serão analisados os aspectos epidemiológicos da pandemia do coronavírus, uma vez que são os indicadores da Covid-19 que indicam quais medidas devem ser tomadas para evitar a sua propagação.

"Nós vamos fazer uma consulta pública, primeiro. A primeira providência é perguntar aos doutores, às autoridades sanitárias. A nossa circulação está baixa, a variante delta não chegou com contundência aqui em Fortaleza, mas a gente tem que entender que existem outros aspectos", acrescentou Sarto, ponderando a realização do evento.

Segundo o gestor, há um contato frequente com o prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), que estuda a realização da passagem de ano na cidade. Conforme Sarto, a gestão soteropolitana tem um modelo de réveillon analisado, mas, em Fortaleza, é preciso considerar um limite temporal para a sua realização.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias