Domingo, 17 de Outubro de 2021
28°

Alguma nebulosidade

Caucaia - CE

Política "Condição moral"

Malafaia diz que 2 ministros “perderam a moral” de seguir no governo Bolsonaro

Divulgará nomes em vídeo. Fala ocorre depois de Marcos Pontes criticar cortes de Guedes na Ciência

10/10/2021 às 20h25
Por: Imprensa Livre do Ceará Fonte: Poder 360
Compartilhe:
Em seu perfil oficial do Twitter, Malafaia disse: “Gravíssimo! Atenção povo brasileiro.
Em seu perfil oficial do Twitter, Malafaia disse: “Gravíssimo! Atenção povo brasileiro.

O pastor evangélico Silas Malafaia, apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou neste domingo (10) que irá publicar um vídeo “denunciando” o nome de 2 ministros do governo federal que “perderam a condição moral” de continuarem em seus cargos.

Em seu perfil oficial do Twitter, Malafaia disse: “Gravíssimo! Atenção povo brasileiro. Dois ministros de Bolsonaro perderam a condição moral de continuarem como ministros. Amanhã vou postar um vídeo denunciando esses inescrupulosos. Será um verdadeiro arrasa quarteirão! Aguardem”.

A publicação foi feita minutos depois do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, afirmar, em seu perfil no Twitter, que houve uma “falta de consideração” na redução de recursos do orçamento da pasta. O ministro disse que os cortes, feitos a pedido do ministro da Economia, Paulo Guedes, são “equivocados e ilógicos”.

 

 

“Ainda mais quando são feitos sem ouvir a Comunidade Científica e Setor Produtivo. Isso precisa ser corrigido urgentemente”, defendeu.

Na semana passada, o Congresso aprovou o PLN (Projeto de Lei do Congresso Nacional) 16, com a divisão de R$ 690 milhões inicialmente previstos para a pasta de Pontes com outros ministérios. A mudança representou corte de cerca de 90% dos recursos que viriam para o MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações) via abertura de crédito suplementar.

Com a alteração, o montante foi destinado, por exemplo, para os ministérios da Educação (R$ 107 milhões), da Saúde (R$ 50 milhões) e do Desenvolvimento Regional (R$ 150 milhões). Na forma em que foi aprovado, deixou R$ 55,2 milhões para o MCTI.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias